Quem tem cabelos oleosos sabe que existem alguns cuidados que são fundamentais para mantê-los belos e saudáveis, principalmente para evitar o acúmulo de óleo na raiz, que pode acabar passando para os fios.

Isso ocorre porque as glândulas sebáceas de algumas pessoas “trabalham” mais que as outras e aumentam a oleosidade. Como consequência, seus cabelos podem ficar com o aspecto sujo, pesado e sem volume.

Mas não se desespere! Acompanhe, no post de hoje, as 6 dúvidas mais frequentes de quem quer aprender a controlar a oleosidade excessiva dos cabelos. Vamos lá?

1. Como evitar que a oleosidade se acumule na raiz?

Inicialmente, é preciso mantê-los sempre limpos, lavando com um xampu específico que mais se adeque ao seu cabelo. Enxágue até não restar resíduos e evite tratamentos, como máscaras, nas proximidades da raiz.

2. Oleosidade causa queda?

Sim, aliás, a oleosidade é uma das principais causas da queda de fios. Ela pode impedir o crescimento saudável do cabelo, uma vez que inibe os poros, causando a má nutrição do couro cabeludo. Daí a importância de tratar o excesso de oleosidade.

3. Devo lavar todos os dias?

Se possível, sim, pois evita o acúmulo de oleosidade. Xampus adstringentes limpam o couro e os fios, evitando que eles fiquem ressecados.

Entre os fatores que contribuem para uma maior proporção de gordura produzida pelas glândulas sebáceas estão herança genética, má higienização, uso de produtos não indicados, fatores climáticos ou exposição à sujeira excessiva. Em alguns desses casos, será preciso recorrer ao dermatologista, que indicará um tratamento ou medicação para o controle da produção das glândulas.

4. Qual a temperatura ideal para lavar?

Lave apenas com água fria ou morna e não use o secador muito próximo ao couro cabeludo, pois o calor estimula a produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

5. Cabelos oleosos precisam de hidratação?

Sim, o fato de que este tipo de cabelo apresenta mais gordura que os demais tipos não significa que ele esteja hidratado, ou seja, com água em seu interior que seja suficiente para nutrir suas fibras, daí a razão da necessidade da hidratação.

Basicamente, gordura e água não se misturam. Então, a hidratação vai ajudar na diminuição da oleosidade, além de deixar os cabelos mais fortes e nutridos.

6. Quais cuidados preciso ter com os cabelos oleosos?

Evite usar acessórios como chapéus, toucas, bonés, boinas, entre outros que possam dificultar a ventilação por muito tempo. Coçar, passar a mão ou massagear por muito tempo também não é uma boa ideia, pois esses movimentos podem estimular ainda mais as glândulas sebáceas. Se não puder lavar todos os dias, tente, pelo menos, alternar os dias.

Evite passar condicionadores, máscaras e cremes na raiz se não forem direcionados ao tratamento da oleosidade. Dê preferência para produtos com pH Neutro, adstringentes e alguns específicos para a diminuição da oleosidade.

Há, no mercado, diferentes tipos de produtos específicos para cabelos oleosos que tratam tanto da raiz quanto dos fios de acordo com a sua necessidade. Por fim, foque a limpeza na raiz, onde há o maior acúmulo de gordura.

Nossas dicas foram úteis? Então, siga nossas redes sociais — Facebook e Instagram — e acompanhe nossos próximos posts!